Só Templates

Créditos



Layout by



segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Viver sem se preocupar com dinheiro, quem não quer? Mas enquanto o milagre não acontece, o remédio é tomar cuidado e prestar bastante atenção nos gastos de todo dia. Conversamos com especialistas em finanças pessoais e mostramos o caso de algumas endividadas.


Primeiro caso

Cibele Gomes é professora e ganha R$ 2.800. Não consegue guardar dinheiro e vive reclamando que isso a impede de passear nos finais de semana. “O dinheiro sempre acaba antes do final mês, é péssimo. Tem dia em que acho que nunca vou sair desse aperto”, diz Pois vamos às contas. Entre os gastos com as contas da casa, convênio médico, previdência privada para o filho e o pagamento de duas dívidas (empréstimo no banco: R$150 e um acordo com o condomínio R$ 250), Cibele gasta R$2.200.

O salvador deste incêndio é o especialista Gustavo Cerbasi, autor dos livros “Dinheiro – Os segredos de quem tem” e “Casais inteligentes enriquecem juntos”, ambos da editora Gente. Para ele, o caso de Cibele não é grave. “Se somarmos as contas que ela considera mais relevantes, o total é de R$ 2.200. Sobram R$ 600 para os pequenos gastos diários. Se descontarmos os gastos decorrentes de erros que ela cometeu no passado [empréstimo no banco e acordo com o condomínio], são mais R$ 400 sobrando no orçamento. O primeiro passo é analisar a importância dos pequenos gastos. Durante um mês, anote todos eles, e analise-os com cuidado. Não use o termo ‘supérfluo’ para se referir a eles, pois provavelmente é daí que vem a maior parte de suas felicidades cotidianas: cuidados pessoais, presentes, lazer e indulgências. Estabeleça um limite para esses gastos, e passe a sacar do caixa eletrônico a verba destinada a eles. Durante os próximos meses, aperte o cinto para saldar o quanto antes sua dívida e o acordo com o condomínio. Se tiver 13º, use-o para isso. Saldadas as dívidas, contrate um plano de previdência no valor de R$ 200 mensais, com pagamento dois dias após seu recebimento, passe a contribuir com R$ 100 mensais para uma caderneta de poupança e habitue-se a colocar suas contas na ponta do lápis. Com maior consciência de seus gastos, e destinando verbas específicas para seus pequenos prazeres, você não errará mais”, ensina.

Segundo caso


Ariane Silva se formou em direito e trabalha como advogada júnior em um escritório de consultoria. Com um salário mensal de R$1.800, ela decidiu sair de casa e ir morar com uma amiga. Elas dividem o aluguel de R$1.100 – já com o condomínio – e gastam mais cerca de R$ 300 com água, luz, telefone fixo e internet. Dos quase R$1.000 que sobram do salário de Ariane, quase tudo está indo para o pagamento do cheque especial e dos cartões de crédito, numa dívida total de R$ 2.900. “Eu comecei a comprar as coisas para o apartamento novo e me perdi totalmente. Agora, mal recebo e já estou sem dinheiro”, conta.

Para o caso, o especialista Humberto Veiga, autor do livro “O que as mulheres querem saber sobre finanças pessoais”, da editora Thesaurus, diz que há solução.


Ele diz o seguinte: “Ariane tem muita sorte, o problema dela pode ser resolvido facilmente, mas, antes de entrar na solução, vamos à causa: ter ido morar com a amiga. Posso falar que a inexperiência levou Ariane a esta situação, mas foi bom que tenha acontecido agora, pois irá poupar-lhe muita preocupação futura. A situação é a seguinte: vá imediatamente ao banco e proponha uma troca da dívida no cartão de crédito e no cheque especial por um parcelamento dentro do seu orçamento. Faça com que a instituição financeira entenda que, se não fizer isso, você pode ficar inadimplente e isso é tudo o que o banco não quer. Para evitar ‘cair em tentação’, pelo menos nesse momento de recuperação, cancele o cartão de crédito (pague somente à vista) e o cheque especial, tão logo seus saldos negativos sejam zerados pelo novo empréstimo em prazo mais longo. Verifique se você tem possibilidade de fazer uma operação de crédito consignado. Isso irá baratear ainda mais o negócio. Procure cotações de empréstimo em bancos públicos que podem estar com taxas atrativas nesse momento. Se puder voltar a morar com seus pais e não perder a amizade (procure outra amiga para ficar no seu lugar), seria uma boa ideia, até o momento em que sua renda realmente possa sustentar o estilo de vida que você quer levar, o que, por enquanto, não parece ser o caso.”

Terceiro caso


Serena Oliveira tem 20 anos e trabalha em uma loja de joias num shopping paulista. Com um salário de cerca de R$ 2.500 mensais, ela paga a faculdade (R$ 1.080), as prestações do carro (R$ 340), o plano do celular (R$ 100) e usa o resto do dinheiro com despesas pessoais. Essas despesas pessoais foram o seu grande problema nos últimos meses. Entre roupas novas, presentes para o namorado e saídas com os amigos, ela acumulou uma dívida no cartão de crédito no valor de R$ 2.000. O especialista em finanças pessoais Erasmo Vieira, autor do livro “Viva em paz com seu dinheiro”, da editora Armazém, explica o que fazer:

“A Serena deve, num primeiro momento, conhecer realmente seus ganhos e seus gastos. Somente com a faculdade, prestação do carro e celular, ela gasta R$ 1.520. Outros gastos frequentes não relacionados como gasolina, alimentação, estacionamento e gastos com estudo na faculdade devem somar mais R$ 500. Sobram apenas R$ 480,00 para roupas, presentes, saídas e ainda pagar a dívida do cartão. Está é a margem que ela tem para viver. Anotar todos os gastos para conhecer o orçamento correto é o primeiro passo - e liquidar o cartão de crédito urgentemente. Com o 13º salário, comissões extras de final do ano e, em último, caso pegar um empréstimo consignado para liquidar a fatura. O problema do empréstimo é que será mais uma prestação a pagar, portanto, o que sobra no fim do mês para ela gastar vai diminuir ainda mais. Serena deve se preparar também para pagar o imposto do carro em 2010. Ela deve ter como prioridade na vida financeira não pagar juros, não entrar no cheque especial e liquidar seu cartão. Ela tem 20 anos e não deve começar a vida com dívidas. É melhor ter período de festas mais magro e começar 2010 com a casa em ordem”, aconselha.

Quarto caso

Silvia é professora e acaba de se divorciar. Com um salário de R$ 3.500, ela acabou de trocar de carro e está arrependida de ter esgotado cada centavo de suas economias em um momento desses. “Eu vivo no vermelho. Não consigo guardar nada e morro de medo do meu ex-marido atrasar a pensão da minha filha”. Silvia gasta R$ 1.600 de aluguel e R$ 950 com despesas fixas de casa. Recebe R$ 1.000 de pensão do ex-marido e vive pedindo dinheiro aos pais. “Não sei para onde vai meu dinheiro, mas comigo ele nunca fica e eu não consigo guardar nada”. Silvia se diz preocupada com o futuro.


Aqui, Erasmo Vieira também acha que estão faltando algumas informações (e quando a gente não percebe que gasta, os problemas aumentam). “Não saber aonde vai o dinheiro é muito comum para a pessoa que não tem controle do orçamento. Uma empresa que não controla o caixa, quebra. Com uma pessoa acontece a mesma coisa. A primeira tarefa é descobrir o que está sendo feito com o dinheiro. Para isso, é preciso anotar todos os gastos no período de 30 dias e colocar em uma planilha. Só assim poderá enxergar os gastos e planejar os próximos passos. Nesse planejamento, a gente tem que colocar os sonhos na conta. Todos sabemos que um dia vamos nos aposentar e, quanto mais cedo começar a pensar, melhor será a sua aposentadoria. Conheça seu orçamento e estabeleça um sonho que a motive a criar uma prestação do bem: uma reserva financeira para o futuro. Nem é tão difícil quanto se imagina”, diz.

Fonte;http://delas.ig.com.br/comportamento/com

sábado, 26 de dezembro de 2009

7 dicas para 2010 superar as suas expectativas

Baseada na Programação Neurolinguística, especialista ensina o que deve ser feito para que suas aspirações não se percam no ano

Márcia Dolores Rezende: é preciso definir os objetivos e dedicar-se a eles de forma positiva

De acordo com a Programação Neurolinguística (PNL), nosso comportamento e todas as atitudes que tomamos estão interligados por uma programação do cérebro, que consiste em sequências de pensamentos e diálogos internos. Segundo a psicóloga neurolinguista, especialista em comportamento humano, Márcia Dolores Rezende, não costumamos perceber racionalmente essa programção, ela acontece de maneira automática. Mas se a desenvolvemos, ela pode nos ajudar a alcançar nossas metas.

Na prática, é como se este funcionamento determinasse as ações. “Quando monto uma estratégia, ela se efetiva no cérebro e ele origina as atitudes. Toda vez que você toma uma atitude, o seu corpo inteiro se comunica coerentemente de acordo com o que você está sentindo”, explica Márcia, que enfatiza a fala como a linguagem mais importante na programação do cérebro.

A PNL propõe, principalmente, que, para realizar objetivos, é preciso primeiro defini-los e dedicar-se a ele com uma perspectiva positiva. Segundo a especialista, “ela ajuda a direcionar a força do pensamento para alcançar o desejado”. Portanto, para o início de 2010, as dicas abaixo podem trazer um poder maior de realização. E um ano melhor, consequentemente.

1 – Saiba que a mente, ao lado da positividade, pode dar maior potência no caminho das realizações. Mantenha este conhecimento vívido.

2 – Realize um balanço de tudo o que aconteceu em 2009 e avalie o deu certo e o que não deu; assim, será possível tomar uma atitude diferente da próxima vez.

3 – Diga o que você quer, e não o que você não quer. Ao dizer “não quero sofrer” e “não quero ficar sem dinheiro”, por exemplo, o cérebro desconsidera a palavra negativa e você vai continuar vivendo aquilo. É como se te pedissem para não imaginar uma pizza de marguerita: automaticamente, será o pensamento seguinte que o seu cérebro terá. Portanto, fique atenta.

4 – Estruture seus objetivos e separe-os por setores como profissional, de desenvolvimento, de lazer, afetivo. Defina as metas para cada grupo e foque em uma de cada vez. Não faça tudo ao mesmo tempo, pois a eficácia acaba diminuindo.

5 – Estabeleça parâmetros para acompanhar suas metas, seja num caderno, num diário, pelo Outlook, ou até no quadro de recados da geladeira. O importante é acompanhá-las, passo a passo, para não ficarem esquecidas de nenhuma forma.

6 – Defina um prazo que, de preferência, seja atingível e coerente. Se, por acaso, você estabeleceu que irá guardar 5% de seu salário durante o período de um ano, siga um tempo especificado: de 15 de janeiro a 15 de dezembro. Isto favorece o alcance do objetivo e não permite que ele seja deixado para trás.

7 – Abuse da imaginação. Visualize seu desejo intensamente, pois se ele for representado dentro do cérebro é possível fazer uma avaliação ainda maior da importância dele. É uma maneira de se aproximar do valor – ou falta de – daquilo que se almeja, facilitando o conhecimento de que você realmente quer aquilo.

Fonte: www.delas.ig.com.br
Renata Losso, especial para o iG São Paulo

25/12/2009 08:21

domingo, 20 de dezembro de 2009

Drible o estresse no ambiente de trabalho

Uma pesquisa da International Stress Management Association Brasil (ISMA/BR) mostra que 70% dos trabalhadores sofrem de algum nível de estresse relacionado à sua atividade profissional e, destes, 30% estão no pior nível da doença. Segundo os especialistas, a alta prevalência do problema é resultado de uma mudança profunda na configuração das empresas.

"O que vemos, atualmente, é que um único empregado desempenha as tarefas que antes eram responsabilidade de dois ou três. Ou seja, há menos gente nas organizações, mas as tarefas continuam as mesmas. Por isso, 62% dos trabalhadores reclamam de estresse por sobrecarga de trabalho", disse Ana Maria Rossi, doutora em psicologia, especializada em estresse e presidente da ISMA/BR.


O medo da demissão, os conflitos interpessoais e o desequilíbrio entre a atividade desempenhada e a gratificação recebida por ela são outros fatores capazes de deixar os trabalhadores brasileiros em um estado de tensão constante.


O grande problema é que, sem recorrer a estratégias que ajudem a minimizar o estresse, a tendência é que o mal evolua, provocando sintomas físicos e emocionais. "Os mais comuns são tensão muscular, problemas de memória, sensação contínua de cansaço, insônia, alterações de apetite, irritabilidade e emotividade excessivas", afirmou a doutora em psicologia Maria Angélica Sadir, psicoterapeuta do Centro Psicológico de Controle do Estresse. Para piorar, as sensações de angústia, ansiedade e preocupação excessivas, desencadeadas pelo estresse, também podem levar a comportamentos de risco. "As drogas, por exemplo, costumam ser muito utilizadas como válvula de escape", disse Ana Maria.


Daí a importância de investir, o quanto antes, em atitudes capazes de aliviar a tensão permanente. Nesse sentido, uma dica dos especialistas é adotar hábitos saudáveis no dia a dia. "Se dormimos bem, evitamos os alimentos estimulantes - como os ricos em cafeína - e praticamos atividades físicas, certamente estaremos menos vulneráveis ao problema e aos comportamentos agressivos ou completamente passivos que podem resultar dele", afirmou Rossi.


Mudança de postura


No próprio ambiente de trabalho, uma mudança de postura também pode ser muito bem-vinda. "Uma das lições mais importantes, para quem quer aprender a controlar o estresse, é ser realista em relação ao tempo e às tarefas que precisa executar. Ao perceber que não conseguiremos dar conta de determinada carga de trabalho, temos três alternativas: pedir ajuda, delegar ou simplesmente dizer 'não' e recusar mais aquela solicitação. É, antes de tudo, uma decisão individual", disse Rossi.

É claro que não é simples dizer ao seu chefe que não conseguirá entregar o relatório a tempo. Da mesma forma, não há nenhuma garantia de que o seu colega aceitará lhe ajudar, caso precise. Mas é fundamental saber se colocar, para preservar, inclusive, sua saúde física. Estabelecer limites também é uma maneira de coibir abusos futuros e de adquirir respeito no ambiente profissional.


Organize-se


Planejamento e organização também são palavras-chave no enfrentamento dos quadros de estresse. Listar todas as suas atividades e compromissos logo no início do dia, por exemplo, pode ser uma medida bastante útil. Em seguida, organize-as por ordem de importância, estabelecendo as suas prioridades. E faça o máximo para se dedicar a uma coisa por vez. Mas atenção: trabalhe com metas possíveis. Chegar ao fim do expediente sem cumprir nem metade das obrigações com as quais se comprometeu será, no mínimo, frustrante, o que pode fazer seu estresse disparar.


Pausas


Tanto no trabalho quanto em casa, permita-se fazer pequenas pausas na correria da rotina. No escritório, uma simples parada para tomar um chá olhando a paisagem na janela pode ajudar a desacelerar e, certamente, a medida não comprometerá sua produtividade.

Depois do expediente, vale buscar atividades relaxantes e que lhe deem prazer. Segundo Maria Angélica, as pessoas estão habituadas a se desconectar apenas nas férias. "Mas é preciso encontrar tempo para o lazer e para o descanso toda semana, se possível, todos os dias", disse.

Atitude positiva


Por fim, adotar uma atitude mais positiva, tolerante e confiante perante a vida é outra maneira de afastar a ameaça do estresse nocivo, que pode se manifestar até em desequilíbrios no organismo. "O mais importante para aliviar a tensão é mudar a forma de enxergar e de lidar com os problemas. Na maioria das vezes, não é a situação que nos causa estresse, é a nossa postura em relação àquele desafio que torna a realidade mais difícil. Pessoas que são muito ansiosas, críticas, que se cobram demais e que sofrem por antecipação precisarão trabalhar essas características da sua personalidade se quiserem ter uma vida mais saudável e tranquila", afirmou a psicoterapeuta Maria Angélica.

Fonte:
www.terra.mulher.com.br

sábado, 19 de dezembro de 2009

FRASE DO IA

Eu acredito no Luciano e sei que vou conseguir...

domingo, 13 de dezembro de 2009

CORRIDA AO VIAGRA GENÉRICO

Poucos medicamentos tornaram-se tão populares quanto o Viagra. Mais de 40 milhões de homens em 120 países consumiram quase 100 milhões de pílulas azuladas desde o lançamento do remédio em 1998. Símbolo de uma revolução sexual em escala global, ele agora ressurge como protagonista de uma reviravolta no mercado farmacêutico brasileiro.




Pfizer tenta comprar laboratórios para aliviar perda de patentes

Cristália antecipa estratégia contra genérico do Viagra

"Vamos competir pelas migalhas da Pfizer", diz consultor do setor farmacêutico





A patente do Viagra é uma das 26 que vencem entre 2010 e 2013 e vão injetar na indústria mais de R$ 700 milhões em receitas com uma nova geração de medicamentos genéricos.



O Viagra representa para o mercado de medicamentos o mesmo que um filme de ação para Hollywood. Por sua capacidade de arrecadar quantias milionárias, é chamando pelos executivos do setor farmacêutico de remédio blockbuster – em português, remédio arrasa-quarteirão.



No Brasil, o Viagra sozinho movimenta R$ 170 milhões por ano, pouco mais de um terço do total das vendas de medicamento contra a impotência, avaliadas em R$ 500 milhões.



Por lei, a versão genérica de qualquer medicamento deve custar no mínimo 35% a menos que o medicamento original. Na prática, porém, o desconto pode chegar a 60%, multiplicando as vendas de uma forma nunca vista enquanto o medicamento tinha marca. “Quando as versões genéricas do Viagra chegarem ao mercado, o preço vai cair e consumo, aumentar”, diz Ogari de Castro Pacheco, presidente e co-fundador do Cristália, laboratório fabricante do Helleva, um dos concorrentes do Viagra.



Uma demonstração do que pode ocorrer com o Viagra vem de uma dupla de remédios para emagrecer, o Reductil, da americana Abbott, e o Plenty, licenciado para a Medley. Os dois entraram no mercado brasileiro no fim dos anos 1990 com um preço proibitivo para boa parte dos consumidores. Uma caixa chegou a custar quase R$ 200 reais. Em 2006, pouco antes de a patente expirar, a Medley lançou a versão genérica com um preço que variava de R$ 70 a R$ 90. A partir daí, as vendas multiplicaram por seis.



Briga na Justiça



A indústria farmacêutica que cria um novo tipo de remédio tem direito exclusivo sobre sua fórmula por 20 anos, a contar da data em que fez o registro da primeira patente. A Pfizer lançou o Viagra em 1998, mas o registro foi feito quase uma década antes. Para o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), instituição responsável pelo registro de patentes no Brasil, a exclusividade da Pfizer sobre o Viagra caduca em junho de 2010.



A Pfizer, no entanto, alega que a data do registro é outra e entrou na Justiça para alterar o prazo. “A data estipulada no Brasil para o vencimento difere da contagem que a Pfizer entende como correta”, diz Adilson Montaneira, diretor da Pfizer. “Entramos com uma ação judicial para corrigir a data de 2010 para 2011." A Pfizer já tem uma decisão judicial favorável em primeira instância, mas o INPI recorreu e o desfecho ainda é uma incógnita.



Linha de chegada



A data final da patente do Viagra, no entanto, tornou-se um detalhe para a indústria de genéricos no Brasil. Há mais de dois anos, a maioria dos fabricantes do país prepara-se para lançar versões com o princípio ativo do Viagra, o citrato de sildenafila. Para não correr o risco de perder uma oportunidade única, os laboratórios miram na data defendida pelo INPI, junho de 2010.



“Estamos numa corrida contra o tempo”, diz Maria Del Pilar Muñoz, diretora de novos negócios do laboratório brasileiro Eurofarma. “O genérico do Viagra é um dos mais importantes medicamentos de uma nova leva que vai chegar ao mercado nos próximos anos e todos trabalhamos para ter o produto pronto no dia seguinte que a patente vencer, não importa se em 2010 ou 2011.”



A pressa tem razões comerciais. No mercado de genéricos, historicamente, dispara nas vendas quem chega primeiro ao balcão. É assim porque as redes de farmácia costumam escolher duas ou três versões de um medicamento genérico, e os clientes adotam as primeiras que chegarem às prateleiras. Retardatários correm o risco de cair no esquecimento.

domingo, 8 de novembro de 2009

COMUNICAÇÃO

Um mal do século! Seguramente!
Atualmente as pessoas tem muitos problemas de comunicação e é isso que gera a grande maioria dos desconfortos nos relacionamentos. Emitente fala "A" receptor entende tudo, menos "A".
Isso é assim em casa, na escola, no trabalho, com os amigos, com os conhecidos online...
Deve ter muito a ver com as carências emocionais individuais.
As pessoas estão de tal forma sedentas por atenção, companhia ou amor, que não conseguem filtrar as mensagens, focalizando exclusivamente no seu desejo. Assim, mesmo ouvindo um "NÃO", isso é irrelevante para ela, pois seu foco continua inabalável nas suas conviccões interiores, mesmo que distorcidas da realidade.
Chega a ser cômico o beco sem saída em que nos colocamos por vezes em nosso círculo de relações!


Isso ocorre muito em relações virtuais. Ser mal interpretado!
Assistia hoje um programa de entrevista onde a entrevistada, Mara Bellini, psicanalista, abordava o assunto.
Cria-se uma expectativa de segurança e proteção, mas, o encontro em sí, continua sendo inédito até se realizar, e, não há relacionamento online nenhum, que supere isso.
O importante é não criar falsas expectativas, tão pouco projetar no outro nosso desejo infindável, mas sim, aprender a ver o outro como outro, único e inédito, assim como nós.
Ao deixar ao sabor do vento, sem expectativas, não damos margens a frustrações e assim, mais leve se torna a relação. Também menor, a probabilidade de mal entendido que pode pôr fim a um relacionamento saudável e duradouro, repleto de trocas e crescimento mútuo.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Frases do Dia!!!

"É melhor atirar-se à luta em busca de dias melhores, mesmo correndo o risco de perder tudo, do que permanecer estático, como os pobres de espírito, que não lutam, mas também não vencem, que não conhecem a dor da derrota, nem a glória de ressurgir dos escombros. Esses pobres de espírito, ao final de sua jornada na Terra não agradecem a Deus por terem vivido, mas desculpam-se perante ele, por terem apenas passado pela vida."

"Nada é impossível para aquele que persiste"

"Só é impossível até que alguém faça!"

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Superexposição na internet

Imagine a seguinte cena: você está no shopping quando alguém grita "eu odeio o meu emprego!". Improvável? Pois é mais ou menos isso que milhares de pessoas fazem o tempo todo nas chamadas redes sociais. Comunidades como "Eu já fui pro trabalho bêbado", "Eu tenho alergia a trabalho" ou "Meu chefe é um vagabundo" reúnem milhares de simpatizantes no Orkut. Queixas sobre o emprego pululam no microblog Twitter. "Isso é o mesmo que gritar esta informação em um local público, correndo o risco de ser ouvido pelo atual ou futuro empregador", compara Waldir Arevolo, consultor sênior da TGT Consult, especializada em Tecnologia da Informação.


A analista de planejamento Silvia (nome fictício) aprendeu uma lição sobre como lidar com a superexposição da internet. Pouco depois de criar uma conta no Twitter, houve um remanejamento na empresa e seu departamento mudou-se de uma sala espaçosa para outra menos nobre. Ela postou uma crítica: "Mudamos da mansão para a favela aqui na empresa". Esqueceu que o chefe era um de seus seguidores e, ao ver o post, mandou uma mensagem para ela dizendo apenas "Oi". "Dias depois, o outro sócio da empresa me chamou para conversar dizendo que é preciso tomar cuidado com o que se escreve porque "as coisas voltam para a gente como um bumerangue'". "Depois desta, só escrevo banalidades no Twitter", diz Silvia.


Não vejo problemas em mostrar sua personalidade por meio desses sites de relacionamento, mas antes de tudo, use o famoso bom senso


Menos sorte teve uma norte-americana que protagonizou um dos casos mais famosos de autossabotagem via rede social. Após receber uma proposta de emprego da gigante de tecnologia Cisco, ela postou em seu microblog que teria "um salário polpudo" e um "trabalho odioso". Instantes depois, um dos funcionários da empresa respondeu que o "gerente que a contratou" adoraria saber que ela odiaria o emprego. E a consequência para a candidata (que hoje só libera seu Twitter para aprovados) foi a perda do futuro trabalho.


"Comparo o que escrevemos em blogs e outras redes a uma tatuagem. Você tem de analisar se aquela marca que fez na juventude será adequada aos 30, 40 ou 50 anos", diz Arevolo. Mesmo que você não tenha postado nada de negativo sobre seu emprego, os analistas de Recursos Humanos estão de olho no seu comportamento digital.


O diretor geral do portal de empregos Trabalhando.com.br, Renato Grinberg, chega a catalogar os perfis mais comuns de candidatos por seus Orkuts. "As informações pessoais tornaram-se públicas, uma vez que inseridas e disponibilizadas na internet. Isso quer dizer que qualquer pessoa pode ter acesso. Caso se identifique com alguns deles, cuidado! Pode estar na hora de mudar", afirma. "Não vejo problemas em mostrar sua personalidade por meio desses sites de relacionamento, mas antes de tudo, use o famoso bom senso", recomenda.


Confira os perfis catalogados, segundo o diretor do portal de empregos Trabalhando.com.br:


- O preguiçoso: É aquele que diz odiar acordar cedo e assume não gostar de trabalhar. As comunidades mais comuns das quais participa são: "Eu odeio acordar cedo" e "Se trabalho fosse bom não era pago".


- O acomodado: "Se nada der certo viro hippie". Quase 300 mil pessoas compartilham do mesmo desejo caso seus planos não vinguem no futuro. O acomodado não possui ambição de crescer profissionalmente e está feliz na posição que ocupa na empresa. A impressão que passa ao chefe ou recrutador é de que essa pessoa não tem visão de futuro que possa contribuir para o crescimento da companhia.


- O bitolado: Essa pessoa gosta somente de uma coisa em específico. Pode ser um gosto musical, ideais e até mesmo uma única visão para a área de atuação. Isso é revelado nas diversas comunidades que participa sobre o mesmo tema, nas fotos e também na descrição do perfil. Todos temos preferências, mas é preciso tomar cuidado para não parecer inflexível.


- O baladeiro: Ele faz questão de mostrar a todos que gosta - e muito - de festas. Até aí não há problemas, é uma opção pessoal que não influencia no trabalho. A questão se agrava quando a situação é exagerada e as comunidades mostram irresponsabilidade. Como por exemplo: "Da balada ao trabalho" e "Eu trabalho de ressaca". Com isso, essa pessoa mostra ser irresponsável e que não se importa com bom desempenho no dia seguinte.


- O reclamão: É aquela pessoa que reclama de tudo: da vida, do trabalho, dos compromissos, dos chefes e até dos amigos. Normalmente adere a diversas comunidades que começam com "Eu odeio", é pessimista e nunca está satisfeita. Imagine se o seu chefe olha seu Orkut e, de repente, encontra a comunidade "Eu odeio meu chefe". O mais curioso é que as pessoas já sabem que correm esse risco e aderem à "Socorro, meu chefe está no Orkut!". Assim, é melhor rever seu perfil para que seu trabalho não seja comprometido.

Fonte:Clarissa Barreto • 09/10/2009
http://msn.bolsademulher.com/mulherinvest/materia/superexposicao_na_internet/90863/1

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

UM GRANDE AMIGO

O texto abaixo eu retirei da página de apresentação do orkut de um grande amigo meu. Eu já conhecia, mas não o tinha mais. Portanto trago para cá agora para que possamos ler e refletir. Ah!, deixe seu comentário....

Uma Vila de 100 Pessoas

Se fosse possível reduzir a população do mundo inteiro em uma vila de 100 pessoas, mantendo a proporção do povo existente agora no mundo, tal vila seria composta de:
57 Asiáticos 21 Europeus 14 Americanos (Norte, Centro e Sul)8 Africanos
52 seriam mulheres 48 homens
70 não brancos 30 brancos
70 não cristãos 30 seriam cristãos
89 seriam heterossexuais 11 seriam homossexuais
6 pessoas possuiriam 59% da riqueza do mundo inteiro e todos os 6 seriam dos EUA
80 viveriam em casas inabitáveis
70 seriam analfabetos
50 sofreriam de desnutrição
1 estaria para morrer1 estaria para nascer
1 teria computador
1 (sim, apenas 1 teria formação universitária)-

Se o mundo for considerado sob esta perspectiva, a necessidade de aceitação, compreensão e educação torna-se evidente. Considere ainda: sevocê acordou hoje mais saudável que doente, você tem mais sorte que um milhão de pessoas que não verão a próxima semana.
Se nunca experimentou operigo de uma batalha, a solidão de uma prisão, a agonia da tortura, a dor da fome, você tem mais sorte que 500 milhões de habitantes no mundo.
Se você pode ir à igreja sem o medo de ser bombardeado, preso ou torturado, você tem mais sorte que 3 milhares de pessoas no mundo.
Se você tem comida na geladeira, roupa no armário, um teto sobre sua cabeça, um lugar para dormir, considere-se mais rico que 75% dos habitantes destemundo.
Se tiver dinheiro no banco, na carteira ou um trocado em alguma parte, considere-se entre os 8% das pessoas com a melhor qualidade de vida nomundo.
Se seus pais estão vivos e ainda juntos, considere-se uma pessoa muito rara.
Se puder ler esta mensagem, você não está entre os 2 milhões de pessoas que não sabem ler.

Vale a pena tentar:
Trabalhe como se não precisasse do dinheiro
AME COMO SE NINGUÉM NUNCA O TIVESSE FEITO SOFRER
Dance como se ninguém estivesse olhando
Cante como se ninguém estivesse ouvindo
Viva como se aqui fosse o paraíso.

Fonte: Orkut do meu amigo Fabiano Jardo
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=fpp&uid=1177528273466296716

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

INSATISFAÇÃO NA EMPRESA

Como sou advindo da área de administração, mais especificamente da área de recursos humanos, não tem como escapar de uma matéria bem interessante que achei na internet.

1. Cultivar a burocracia, prejudicando a produtividade. Excesso de regras, normas, controles e procedimentos levam as pessoas a se preocupar com o que não podem fazer. Elas ficam tão preocupadas com o processo que perdem o foco no resultado;
2. Acreditar que as pessoas são "descartáveis". Os
empresários pensam: "Ninguém é insubstituível". E não é mesmo. Mas há uma grande diferença entre saber que ninguém é insubstituível e acreditar que as pessoas são mais um recurso a ser descartado a qualquer momento, por qualquer razão. Peter Drucker afirmava: "As empresas são compostas de homens e idéias, o restante são recursos". Demissões intempestivas comprometem o resultado das empresas, ferem os demitidos, tornam a reputação da empresa no mercado negativa e deixam um clima péssimo para quem fica;
3. Ter uma postura autoritária, difundindo a crença de que "manda quem pode e obedece quem tem juízo". Nenhum
profissional que é bom no que faz agüenta isso por muito tempo;
4. Ter uma postura paternalista. O autoritarismo é "irmão gêmeo" do paternalismo, já que os dois partem do mesmo princípio: as pessoas não têm condições de serem autônomas, precisam ser "mandadas" e "protegidas". A postura paternalista aparece, por exemplo, na tolerância ao mau desempenho;
5. Divulgar uma idéia, uma filosofia da empresa, e deixar transparecer que, na prática, as coisas não funcionam dessa forma. Supondo que uma organização tenha o seguinte lema: "Nossa empresa valoriza a criatividade e a inovação". Mas, quando o funcionário apresenta uma idéia, ouve em resposta: "Faça como sempre foi feito" ou é obrigado a agüentar cara feia. Que liderança mais contraditória!
6. Reter informações. Desde as básicas para a execução do trabalho até aquelas estratégicas, sobre mudanças, inauguração de novas unidades, estabelecimento de novas metas para a empresa. A verdade é que líderes despreparados frequentemente retêm informações para si, pois a atitude dá a eles uma sensação de poder, que não é real! Para se ter uma idéia, há profissionais que nem mesmo sabem ao certo quais são os objetivos de sua empresa, aonde ela quer chegar. Como conseqüência, eles não se identificam com a organização, não se esforçam e tendem a pedir demissão;
7. Cometer injustiças, permitindo privilégios, dando tratamento preferencial a alguns funcionários ou praticando uma remuneração injusta, tanto na comparação interna quanto na comparação com outras empresas;
8. Contar com um líder que não se integra, não se "mistura". A integração do líder com cada membro de sua equipe é algo que vai além da comunicação. Depende de ele se envolver com as pessoas, mostrar interesse por elas, ser próximo da equipe. Se, na empresa, não existe um processo de integração, as pessoas ficam desmotivadas e vão embora;
9. Confundir feedback - cujo propósito é corrigir um desvio, melhorando o desempenho futuro - com "feedcrau" - que se baseia em críticas destrutivas, olhares de desprezo, comentários depreciativos e outras formas, verbais ou não verbais, de criticar e desmerecer as pessoas;
10. Promover pessoas despreparadas para cargos de liderança. Um chefe que não é líder pode provocar desintegração da equipe, falta de motivação, queda da produtividade e da qualidade do trabalho e perda de talentos;
11. Não contar com um plano de remuneração estratégico e adequado. Quanto mais talentoso for o profissional, mais ambicioso ele será, na comparação com seus colegas. Se ele atinge os objetivos estipulados e sente que não é reconhecido, irá procurar um lugar melhor para trabalhar e, provavelmente, não terá dificuldade em encontrar;
12. Não esclarecer ao funcionário quais resultados são esperados dele, deixando de definir objetivos e prioridades. Quando tudo é prioridade, nada é prioridade! Os resultados ficam comprometidos e as pessoas ficam frustradas, estressadas e sobrecarregadas. Resultado: o profissional se esforça para realizar determinadas atividades que a empresa não valoriza e deixa de lado outras que o chefe considera mais importantes. Como ninguém fala nada do seu trabalho, para o qual tanto se empenhou, sente que não é reconhecido e fica insatisfeito com a empresa;13. Não
investir em formação e treinamento de funcionários. O que muitas empresas estão fazendo hoje é contratar pessoas prontas do mercado, com dois idiomas fluentes, pós-graduação, experiência e domínio dos programas de computador. Elas esquecem do papel de formadoras. É preciso oferecer aos profissionais treinamento, cursos, coaching. Podem ser cursos de curta duração, sobre como falar bem em público ou administrar melhor o tempo. Com isso, o funcionário vê que a empresa não fica só cobrando. Ela também oferece uma contrapartida, de forma que ele fica mais engajado;
14. Jogar um profissional contra o outro. O líder que faz isso, certamente, ao passar por avaliação psicológica, deixará transparecer que tem problemas pessoais. Nada é pior para uma equipe do que o espírito de competição. Enquanto o espírito de competitividade é saudável, o de competição só prejudica a empresa;
15. Realizar avaliação somente de cima para baixo (chefe para subordinado). A avaliação de baixo para cima também é importante. Na realidade, as empresas mais modernas já adotam um sistema de avaliação chamado de 360º, no qual todos avaliam todos. Logo, colegas de trabalho do mesmo nível hierárquico podem apontar deficiências e pontos fortes entre si, bem como quem está no mais baixo escalão tem a chance de dizer o que pensa sobre quem está no mais alto. A empresa só tem a ganhar com isso. O resultado mais provável é a retenção dos talentos por mais tempo


Creio que terei de falar um pouco mais sobre o tema.

Fonte:www.malima.com.br

domingo, 4 de outubro de 2009

NOVA SÉRIE!

Para os meus amigos que ainda não sabem, sou um aficcionado por séries. No entanto, tem de ser inteligente. Recomento House, CSI's, Criminal Minds, Cold Case, Whitout a Trace, Life, Dexter e, agora mais recentemente, uma nova produção da FOX, LIE TO ME.

Uma série bem inteligente e ao mesmo tempo leve. Para quem gosta de "entrar" na mente humana e tem queda por psicologia com certeza vai se apaixonar.




1ª Temporada



A série traz as investigações de uma equipe formada por especialistas em detectar mentiras. As mínimas expressões faciais e gestos são interpretados por esses cientistas do comportamento, que prestam seus serviços para diversas entidades, como o FBI, a polícia, empresas particulares ou mesmo pessoas que estejam dispostas a descobrir a verdade que alguém pode estar escondendo. O grupo é liderado pelo Dr. Cal Lightman, um cientista que dedicou toda a sua vida ao estudo do comportamento humano. Lightman ainda conta com a ajuda da sua parceira e psicóloga Dra. Gillian Foster, além do pesquisador Eli Locker e de Ria Torres, uma mulher com o talento natural de interpretar as expressões humanas. Juntos eles formam uma equipe de verdadeiros polígrafos humanos





Personagens Principais



"Tim Roth (Dr. Cal Lightman)
"Kelli Williams (Dr. Gillian Foster)
"Brendan Hines (Eli Loker)
"Monica Raymund (Ria Torres)


Fonte: Wikipedia - google

sábado, 26 de setembro de 2009

TORNEIO XADREZ METRÓPOLE XADREZ CLUBE

Amigos!

Nesse sábado participei, junto com a Jade, minha filha, da 3ª etapa do circuito de xadrez do Metrópole Xadrez Clube em Porto Alegre. O circuito foi composto por 3 etapas pré-classificatórias para a grande final. Infelizmente, em virtude de problemas de saúde não pude participar da 2ª etapa e, essa infelicidade me deixou em 17º, quando só os 16 primeiros classificavam! Vamos aprendendo e se divertido... hehehe estou de 1º suplente para o caso de alguma desistência, mas de coração, desejo que todos os colegas possam participar e fazer um grande torneio, como tem sido até o momento. Nesse retorno ao xadrez, no ano de 2009, reencontrei antigos amigos e fiz muitos outros! Isso é gratificante e, o verdadeiro sentido do esporte.Parabéns ao Felipe Menna Barreto e toda equipe de organização do Metrópole. No que depender de minha família, estaremos sempre prestigiando.

































terça-feira, 15 de setembro de 2009

Criminal Minds


Para quem gosta de séries de TV e ainda por cima aprecia lógica, raciocínio e inteligência, vai ai uma bela recomendação: "Criminal Minds". A série é composta por um time de profissionais formados na área de psicologia e, faz a abordagem da cena do crime em cima do perfil psicológico até encontrar o suspeito. Canal 34 da NET AXN 3ª feiras, 20h.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

GENÉRICO OU SIMILAR?

Você sabe a diferença?

Conforme a lei nº 9787 de 10/02/99:

Medicamento Genérico - medicamento similar a um produto de referência ou inovador, que se pretende ser com este intercambiável, geralmente produzido após a expiração ou renúncia da proteção patentária ou de outros direitos de exclusividade, comprovada a sua eficácia, segurança e qualidade, e designado pela DCB ou, na sua ausência, pela DCI;

Medicamento Similar - aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos, apresenta a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, preventiva ou diagnóstica, do medicamento de referência registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária, podendo diferir somente em caracteristicas relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipientes e veículos, devendo sempre ser identificado por nome comercial ou marca;

Medicamento de Referência - produto inovador registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária e comercializado no País, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro;

O texto é bem técnico, apesar de simples, e cheio de palavras diferentes para o leigo. Vejamos:

Intercambiável: equivalente terapêutico de um medicamento de referência, comprovados, essencialmente, os mesmos efeitos de eficácia e segurança; ou seja PODE ser trocado com segurança pois são IDÊNTICOS

Bioequivalência - consiste na demonstração de equivalência farmacêutica entre produtos apresentados sob a mesma forma farmacêutica, contendo idêntica composição qualitativa e quantitativa de princípio (s) ativo (s), e que tenham comparável biodisponibilidade, quando estudados sob um mesmo desenho experimental; ou seja, possuem a mesma quantidade de pricípio ativo tanto no produto de referência quanto no genérico.

Biodisponibilidade - indica a velocidade e a extensão de absorção de um princípio ativo em uma forma de dosagem, a partir de sua curva concentração/tempo na circulação sistêmica ou sua excreção na urina." ou seja, agem no mesmo tempo e velocidade no organismo, tanto o de referência quanto o genérico.

Mas por que o Genérico é mais barato?

Enquanto o produto de referência investe em média 10 anos de pesquisa mais propaganda na área médica entre outros, o Genérico não tem esse elevado custo. A molécula já tem assegurada seu espaço no mercado, no rastro do produto de referência.

Vejam um exemplo:

Do Seminário “Universalização de Medicamentos”, do Projeto Brasil.
Pedro Palmeira, Chefe do Departamento de Produtos Químicos e Farmacêuticos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), e responsável pelo Profarma (o programa de estímulo à indústria farmacêutica) sustenta que os dados sobre custos de desenvolvimento de novos medicamentos, divulgados por multinacionais (muitas vezes US$ 1 bilhão) são formas de desestimular a pesquisa em outros países.

Fonte: Ultimo Segundo - coluna Luis Nassif 03/08/06

E mais, conforme informativo da ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária) órgão regulador do setor, independente de ser produto de referência, similar ou genérico, TODOS os produtos com registro no órgão e comercializados no país, tem a sua qualidade assegurada!

Sendo asim, porque alguns médicos relutam tanto em aceitar ou mesmo prescrever o genérico?

Existem múltiplos fatores:

1 - A preferência particular do médico - e a isso podemos acrescentar a presença do laboratório no consultório fazendo o seu papel de divulgação e incentivo.
2 - A má fama da qualidade dos similares, mesmo a ANVISA assegurando o contrário (essa má fma vem dos escândalos de produtos de farinha na década de 90)
3 - A essa má fama une-se a falta de ética de "alguns" estabelecimentos farmacêuticos que, ao invés de trocarem o produto de referência pelo Genérico, colocam na mão do cliente o Similar. Isso é inaceitável, pois a própria legislação informa que a receita só pode ser trocada quando por produto Genérico.

Sendo assim, comprar ou não compra o Genérico ou o Similar?

É uma questão de foro íntimo! Sabemos que muitas vezes o fator psicológico é de fundamental importância no tratamento. Assim, se o paciente não se sentir "plenamente" seguro com determinado produto, a sua eficácia é colocada em xeque, meso que ele não seja o responsável pelo fracasso do tratamento. Porque: muitas vezes se prescreve um antibiótico ao qual a bactéria tem resistência àquele determinado princípio ativo (por ex. Amoxicilina) e não, porque o paciente usou produto de referência Amoxil, ou usou o Genérico Amoxicilina.
Um fator é importante ressaltar. SEMPRE que o produto que lhe for oferecido como opção de troca tiver a tarja amarela e a letra G na tarja, ele é RIGOROSAMENTE o mesmo produto com as mesmas especificações e a mesma qualidade, sendo também, a única opção que tem o farmacêutico para intercambiar a receita do médico!
Podemos e devemos fazer uso do Genérico. Ele veio para facilitar a nossa vida e tornar mais leve o acesso à medicação em nosso país. Tanto é, que muitos produtos de referência tem baixado seu preço para não perderem mercado.

Mas qual o melhor laboratório de Genérico?

Todo produto que tiver a tarja amarela e a letra G na tarja É de QUALIDADE, pois fez o teste de bioequivalência e biodisponibilidade, comprovando sua eficiência e eficácia, tendo assegurado a sua QUALIDADE! independente do laboratório que o produziu. Vale informar, que mesmo entre os Genéricos, existem diferenças de preço, isso em virtude do custo de produção de cada fabricante. Portanto, leve sempre o que estiver mais em conta. A QUALIDADE está assegurada!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

CONSUMO DE GENÉRICOS DEVE DOBRAR ATÉ 2011

Os medicamentos genéricos possuem o mesmo princípio ativo do medicamento de referência e preços em media 35% mais acessíveis. Se estivéssemos falando de um bem de consumo, certamente a popularidade dos genéricos seria ainda maior. A falta de conhecimento por parte de uma parcela da população ainda faz com que os genéricos tenham uma parcela de rejeição pelo usuário de medicamentos.A realidade é que se existe o desconhecimento por parte da população e até a falta de crença nos medicamentos genéricos, na prática isto pode representar uma generosa fatia do mercado a ser explorada. Cada vez mais a população vem confiando nos medicamentos genéricos e aprendendo mais sobre estes produtos.
Em 1999, quando o Laboratório Teuto largou na frente como pioneiro na fabricação dos genéricos no mercado nacional, o desconhecimento era muito maior, já que estaria naquele momento nascendo um novo segmento no setor para disputar um consumidor já acostumado com os medicamentos de referência.Com o passar do tempo as pessoas começaram a ter acesso aos genéricos e estão a cada dia aprovando mais e mais sua eficácia através de informação e do uso dos medicamentos em seus tratamentos e essa tendência de crescimento se mostra irreversível.Há 10 anos foi estabelecida a lei que regulamenta os medicamentos genéricos no Brasil. Neste período pode-se dizer que eles vêm dando passos largos para se consolidarem no mercado. De acordo com a Pró–Genéricos, hoje os genéricos representam 18% do mercado farmacêutico e movimentam cerca de 2 US$ bilhões por ano. Segundo Italo Melo, gerente de trademarketing do Laboratório Teuto, esse mercado tem um enorme potencial de crescimento, já que em países com mercados maduros como na Europa os genéricos já representam ate 60% do mercado total de medicamentos.Hoje o Teuto conta com os principais princípios ativos comercializados e é um dos campeões de vendas nas farmácias de todo o país, se estabelecendo como um dos principais players desse mercado. O Laboratório Teuto investe 7% do faturamento em Pesquisa e Desenvolvimento com objetivo de fortalecer ainda mais a linha de genéricos e novas drogas, conta com parcerias com universidades e centros de pesquisa em todo o mundo para oferecer um portifólio atualizado e alinhado com as necessidades do mercado.A estimativa do Laboratório Teuto é que nos próximos anos com a quebra de patentes de produtos com grande volume de vendas esse mercado ganhe musculatura, aumentando substancialmente sua parcela no mercado, alcançando um total de 35% dos medicamentos farmacêuticos em geral. Crescimento que é defendido pela ANVISA. De acordo com Dirceu Raposo, vice–presidente do órgão, é preciso maior divulgação por parte dos próprios laboratórios e que médicos e hospitais orientem os pacientes que qualquer um dos dois medicamentos, o genérico e o de referência podem atender a necessidade do tratamento.

Fonte: Portal Fator Brasil

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Pfizer negocia compra da nacional Neo Quimica


As negociações da multinacional norte-americana Pfizer para a aquisição do laboratório goiano Neo Química, especializado em medicamentos genéricos com marca e comuns, estão prestes a serem concluídas. O negócio, cujo valor aproximado é de R$ 500 milhões a R$ 1 bilhão, pode ser uma das estratégias para ampliar o faturamento global da Pfizer e compensar o vencimento das patentes de medicamentos de sucesso, como o Lípitor e o Viagra. Ao efetuar a compra da Neo Química, o portfólio de genéricos sem marca será aumentado. Além disso, o negócio é uma oportunidade para a companhia se antecipar no lançamento de genéricos do Lípitor, por exemplo, imediatamente após o vencimento da patente.A empresa estaria interessada também em aquisições na China, Rússia, Turquia e Índia.


Fonte: Guia da Farmácia

domingo, 30 de agosto de 2009

FRASE DO DIA

"Não ser famoso não significa não ter talento!"

Fonte: Filme Pescador de Ilusões

O QUE PODE SER VENDIDO EM FARMÁCIAS E DROGARIAS

A ANVISA publicou, na semana passada, a RDC 44/09 sobre as Boas Práticas Farmacêuticas. As regras definem quais serviços e produtos podem ser oferecidos em farmácias e drogarias. Segundo o diretor-presidente da ANVISA, Dirceu Raposo de Mello, é direito do cidadão ter acesso à orientação farmacêutica feita da forma correta.Confira os principais pontos da resolução:Lista de produtos permitidosSomente produtos relacionados à saúde poderão ser comercializados em farmácias e drogarias, tais como:- medicamentos;- plantas medicinais;- cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal;- produtos médicos e para diagnóstico in vitro;- mamadeiras, chupetas e protetores de mamilos;- lixas de unha, alicates, cortadores de unha, palitos de unha, afastadores de cutícula, pentes, escovas, toucas para banho, lâminas para barbear e barbeadores;- brincos estéreis, desde que o estabelecimento preste o serviço de perfuração de lóbulo auricular;- essências florais;- alimentos para dietas, praticantes de atividades físicas, lactantes, idosos e gestantes;- vitaminas;- substâncias bioativas com alegações de propriedades funcionais e/ou saúde;- chás;- mel, própolis e geléia real.Exemplos de produtos que não poderão ser comercializados em farmácias e drogarias: sorvetes, balas, pilhas, cartões telefônicos, chinelos e todos aqueles não relacionados na lista acima.Serviços permitidosAtenção farmacêutica:- Parâmetros fisiológicos: pressão arterial e temperatura corporal;- Parâmetro bioquímico: glicemia capilar;- Administração de medicamentos;- Atenção farmacêutica domiciliar.Perfuração de lóbulo auricular (colocação de brinco):- Deverá ser feita com aparelho específico para esse fim e que utilize o brinco como material perfurante;- É vedada a utilização de agulhas de aplicação de injeção, agulhas de suturas e outros objetos para a realização da perfuração.Internet- Somente farmácias e drogarias abertas ao público, com farmacêutico responsável presente durante todo o horário de funcionamento, podem realizar a dispensação de medicamentos solicitados por meio remoto, como telefone, fac-símile (fax) e internet.- O sítio eletrônico deve utilizar apenas o domínio ".com.br" e possuir nome e número de inscrição no Conselho do Farmacêutico Responsável Técnico.- É imprescindível a apresentação e a avaliação da receita pelo farmacêutico para a dispensação de medicamentos sujeitos à prescrição.- Todos os pedidos para dispensação de medicamentos solicitados por meio remoto devem ser registrados.- Fica vedada a comercialização de medicamentos sujeitos a controle especial solicitados por meio remoto.Medicamento atrás do balcãoOs medicamentos de venda sem prescrição, como analgésicos e antitérmicos, não poderão mais permanecer em área de circulação restrita aos funcionários, não sendo permitida sua exposição direta ao alcance dos usuários do estabelecimento. A exceção vale para:- medicamentos fitoterápicos isentos de prescrição- medicamentos sujeitos à notificação simplificada- medicamentos de uso dermatológico isentos de prescrição (pomadas, cremes)Os estabelecimentos também deverão disponibilizar placa na área destinada aos medicamentos com o alerta: "MEDICAMENTOS PODEM CAUSAR EFEITOS INDESEJADOS. EVITE A AUTOMEDICAÇÃO: INFORME-SE COM O FARMACÊUTICO".

Fonte: Guia da Farmácia

domingo, 23 de agosto de 2009

CÃES EM PRAÇAS


A legislação- O decreto 11.929/98, que dispõe sobre o regulamento dos parques, e o Código Municipal de Saúde, Lei Complementar 395/97, artigos 141 e 142, proíbem a circulação de cães soltos nos parques, sem uso de coleira e guia de condução, como medida de segurança a todos os freqüentadores. Também obriga os cães bravos a usarem focinheira ao andar nas vias públicas. Aos donos de cães que não cumprirem o decreto, será aplicada advertência e multa cumulativa. Caso o dono persista em mantê-lo solto, o cão poderá ser apreendido.

Sou frequentador assíduo do Parque Germânia ou Jardim Europa, como queiram chamar e, não consigo aceitar que um sem número de donos de cães das mais variadas raças sintam-se a vontade para invadir a liberdade de outras pessoas, não levando seus animais de estimação pela coleira.

Ah! mas ele não morde - (todo dono "idiota de cão diz isso)

Ah! mas ele é pequeno! a lei é só para os grandes e ferozes. (Errado! A legislação é para todos!)

Não consigo entender como essas pessoas (a grande maioria, mas não todos) insistem em chegar ao parque e soltar seu cão da guia para que eles possam correr livres e soltos, e assim incomodar as pessoas que vão ao parque e não gostam desse tipo de ação! Isso é uma invasão de privacidade e um desrespeito a liberdade individual!

Absolutamente nada contra animais, absolutamente nada contra as pessoas que por seus mais variados motivos os possuam em suas residências. Que fique claro! Minha indignação é com relação a minha falta de liberdade em um parque público pelo não cumprimento básico de uma legislação que protege os direitos individuais. Eu me sinto tolhido na minha liberdade quando vou ao parque e, estando sentado vem aqueles cães incomodarem. Simples!!

À entrada do parque está bem claro o decreto lei. Ninguém lê. Ninguém respeita (A grande maioria) e vai avisar calmamente um dono desses pra ver se não toma uma xingada bem debochada...

Acredito que se a lei dissesse: "Conduza seu DONO pela guia, seria muito mais respeitada"

sábado, 22 de agosto de 2009

NOVA RESOLUÇÃO DA ANVISA


ANVISA suspende temporariamente propaganda de medicamentos antigripais
Estão suspensas, temporariamente, as propagandas de medicamentos a base de ácido acetilsalicílico e, também, de medicamentos destinados ao alívio dos sintomas da gripe, como o paracetamol, a dipirona sódica e o ibuprofeno. A Resolução 43/2009 da ANVISA, publicada no Diário Oficial da União do dia 14 deste mês é valida para todos os meios de comunicação de massa, inclusive a internet.A medida da agência leva em consideração os dados do último Informe Epidemiológico emitido pelo Ministério da Saúde, no dia 11 de agosto, onde se observa que, dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave notificados e confirmados laboratorialmente para influenza, 77% são causados pelo vírus H1N1.Embora produtos atingidos pela medida tenham sua eficácia e segurança bastante conhecidas e possam ser úteis no tratamento dos sintomas da gripe, a intenção da Anvisa é que o uso desses medicamentos seja absolutamente criterioso, pois pode mascarar sintomas importantes para a realização do diagnóstico preciso de pessoas infectadas pela nova gripe.A suspensão permanecerá válida em todo o território nacional e enquanto existir situação especial de risco à saúde. A norma suspende, ainda, o uso de qualquer técnica de comunicação para a promoção desses medicamentos, inclusive, a presença de propagandistas em estabelecimentos de comércio varejista de produtos farmacêuticos.
Fote: Guia da Farmácia

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

+ PERFEIÇÃO + COBRANÇAS + STRESSES...


Nem Jesus conseguiu agradar Gregos e Troianos, quem dirá eu no meu dia-a-dia! Ufa!!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

ANVISA - NOVA RESOLUÇÃO

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou uma nova resolução sobre a comercialização de remédios no País. Entre seus principais pontos, a "Resolução de Boas Práticas Farmacêuticas" determina que apenas os funcionários de farmácias terão acesso direto aos medicamentos, com poucas exceções. Outras mudança restringe a venda de remédios por telefone e internet.
Medicamento Atroveran Plus é retirado do mercado
Nas lojas, apenas os remédios sem prescrição dos tipos fitoterápicos, com notificação simplificada ou do tipo "via dermatológica" poderão ficar ao alcance dos consumidores. Todos os outros tipos de medicamentos terão que ficar atrás do balcão, acessíveis apenas através de pedidos médicos. As farmácias também deverão alertar, com cartazes, sobre os riscos da automedicação.
Os estabelecimentos terão até seis meses para se adaptarem às novas regras. Quem não cumprir a norma, estará sujeito a multa que varia entre R$ 2 mil e R$ 1 milhão.
Exemplos dos remédios acessíveis aos consumidores são maracujina (fitoterápico), hipoglós e minâncora (via dermatológicas) e alcool em gel, bicarbonato de sódio e mantega de cacau (notificação simplificada).
A determinação ainda proíbe a venda em farmácias de produtos sem vinculação com a área de saúde, como chocolates, balas, sandálias e refrigerantes, entre outros. Ficaram fora das restrições da Anvisa os produtos de higiene e de saúde que não requerem conhecimento médico para o uso, como fitoterápicos, cosméticos, escovas de dente e sabonetes.
Entre os serviços oferecidos pelas farmácias, apenas a medição de pressão arterial, aplicação de injeção e a perfuração do lóbulo auricular para a colocação de brinco, serão permitidas.
Venda por telefone e internet
A venda de remédios por telefone ou internet agora está condicionada à apresentação prévia da prescrição médica. E, de acordo com a acessoria do Ministério da saúde, um entregador sem qualificação de vendedor não poderá retirar a prescrição ao mesmo tempo em que faz a entrega e que recebe o pagamento. O documento terá que ser entregue anteriormente, através, por exemplo, de fax.
Os medicamentos de tarja preta estão proibidos de serem vendidos por esses meios.
Outra regra na nova resolução obriga que a famácia tenha um endereço físico para que possa vender remédios por internet ou telefone.


Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

GLOBO X RECORD


Incrível gente! Incrível! Duas gigantes do meio de comunicação se degladiando abertamente em rede nacional! A Globo iniciou esse processo ao dar ênfase ao tema e a Record entrou na ciranda optando por uma postura que, segundo seus administradores lhes pareceu melhor, o contra-ataque. Um contra-ataque forte e veemente pelo que se pode ver em toda a sua programação.

Penso sim, que havendo erros, havendo falta contra as leis vigentes do país, a justiça deva agir e agir com seriedade e severidade, a fim de exemplificar que a toda ação ilegal há uma ação corretiva e punitiva como forma de desestimular ações semelhantes.

No entanto, cabe ressaltar, que esse papel de julgar, é de exclusiva competência do poder judiciário, que tem por obrigação analisar as provas apresentadas, julgá-las procedentes ou não, apontar os responsáveis e/ou culpados, dar prazo e permitir direito de defesa e, em se comprovando os atos ilícitos, aplicar pena cabível.

Essa postura vale para todos os lados! Globo, Record ou seja lá quem for...a justiça tem de olhar com imparcialidade e ater-se aos fatos apresentados.

Temerário, me parece, é uma emissora apresentar publicamente documentos, ainda sob análise, e expor, perigosamente o réu. Parece-me que assim, seu peso histórico e de credibilidade seriam o apontamento, julgamento e condenação a um só tempo. Não pode!!

Repito: Cabe a justiça e tão somente à ela a averiguação dos fatos e seu julgamento.

A fora todo esse carnaval ético, cabe ressaltar que a Record tem crescido muito de qualidade nesses últimos anos e apresentado uma grade de programação diversificada e de alto nível, cooptando inclusive, grandes estrelas "Globais".

Não me parece acertado a estratégia escolhida por seus administradores - contra-ataque- mas aqui também, não podemos nos arguir ao posto de juizes e julgá-los dos porquês, afinal, não estamos no lugar deles.

Podemos, por outro lado, é tentar imaginar a angustia que os profissionais que trabalham em ambas as empresas devem estar sofrendo. Alguém já parou para pensar neles?

Imaginemos uma Ana Paula Padrão, atualmente na Record e que já foi da Globo, como deve estar se sentido...cito a Ana por ela ser um ícone dos telejornais...mas imaginemos tantos outros... esse bombardeio todo não deve estar passando incólume nas horas do cafezinho.. que tipo de diálogo estarão tendo esses profissionais nos bastidores? Como eles devem estar se sentindo tendo de apresentar essas notícias? Parece-me que o embate é noutra esfera e que esses zelosos profissionais estão no meio do fogo cruzado.

Gostaria de deixar expresso bem claramente meu apoio a esses profissionais, da Globo e da Record. A vida deles nesses dias não deve estar sendo fácil.

Opine você também!! Eu vou adorar ler ...

Abração

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

$UCE$$O

PREPARO - ESCOLHAS CERTAS - PERSEVERANÇA

Três palavras que creio ser importantíssimas para se alcançar o sucesso.

Algumas pessoas nascem com um dom - falar em público, matemática, síntese, relacioamentos entre tantos outros. Algumas pessoas buscam desenvolver uma habilidade. As pessoas que nascem com o dom, tem imensa facilidade de transitar dentro da sua área. No entanto, ter essa habilidade não garantem sucesso e realização pessoal ou profissional. Ter esse sucesso vai depender de fazer escolhas certas e perseverar.

A cada minuto de nossas vidas temos sempre mais de uma opção de caminho a tomar. Dizer sim ou não - fazer ou não fazer - ir pela esquerda ou pela direita entre tantas outras. Sempre há no mínimo dois caminhos a seguir. Cada um deles terá um resultado diferente. Habilidade de olhar pra frente no tempo e medir a consequências de nossas escolhas é um diferencial da grande maioria das pessoas. Pessoas de sucesso souberam fazer ea escolha certa nos momentos mais delicados de suas vidas. Aqueles momentos que ninguém quer viver. Eles os vivenciaram, fizeram escolhas difíceis, e souberam fazer as escolhas certas.

Mas simplesmente viver esses momentos de decisão e saber fazer a escolha certa por sí só não é suficiente. Temos de ter determinação e perseverança em manter nosso caminho. Perseverança e determinação para enfrentar os obstáculos e dificuldades. Perseverança para continuar visualizando nosso sonho mesmo debaixo de mal tempo. Desenvolvendo ações positivas que vão ao encontro da consecuçção de nossos planos.

Quando estamos desempregados e abrimos o jornal de domingo, muitas são as empresas que buscam um funcionário para preencher seu quadro. Com um dom ou um preparo adequado, podemos estar aptos a desempenhar tarefas em mais de uma delas certamente. E mais! Podemos passar pelos testes de seleção e sermos contratados! A pergunta que se faz aqui é: - Estamos fazendo a escolha certa em nossa vida? E quando estamos empregados e nos acomodamos, deixamos nossos sonhos pra trás e nada fazemos. É a escolha certa?

Planejamento sem ação = a sonhos
Ação sem planejamento = desperdício de tempo
Planejamento + ação = sucesso

Planejar = Preparo
Ações = Escolhas certas
Perseverança no caminho = sucesso

Lembre: - Sempre podemos fazer um novo planejamento, ter novas escolhas e encontrar o sucesso. Para isso precisamos ter coragem e acreditar em nós. Acreditar em nossos sonhos.

A CADA DIA ADMIRO MAIS O ROGÉRIO!


quarta-feira, 12 de agosto de 2009

LIDERANÇA

"O líder é uma referência para os seus liderados e sua atitude perante eles, influencia no comportamento da equipe. HUNTER (2004, p. 25), diz que “Liderança é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum.”.Para que o líder consiga fazer um bom trabalho, não adianta apenas ele se esforçar. As pessoas da equipe também precisam se envolver para que os objetivos organizacionais sejam alcançados. DAMETTO (2008), é ainda mais contundente quando afirma que “A boa liderança requer também boa equipe. Não existem bons gestores que tirem “leite de pedra”, esse é um conceito no mínimo infantil.”

Fonte blog Adm, Lenice Gomes
http://blogs.universia.com.br/lenicegomes/2009/04/08/o-papel-do-lider-na-motivacao-da-equipe-a-ardua-tarefa-de-motivar-e-manter-se-motivado/

REFLEXÃO DO DIA


terça-feira, 11 de agosto de 2009

FRASE DO DIA

"Um otimista vê uma oportunidade em toda calamidade. O pessimista vê calamidade em toda a oportunidade."


Fonte: Winston Churchill

sábado, 8 de agosto de 2009

XADREZ EM FAMÍLIA

Para aqueles que acompanham minha paixão por xadrez, hoje tenho de dar um depoimento muito emocionado.

Após tanto tempo levando a Jade, minha filha, para torneios de xadrez, hoje foi a primeira vez que o sistema computadorizado emparceirou a nós para jogarmos um contra o outro.

Jogamos sempre em casa...treinamos e zoamos muito, mas pra valer foi a primeira vez e, primeira vez a gente nunca esquece.

Como sempre, antes de sentar a mesa para jogar eu já torturava a coitadinha e, como era um jogo de ping, 5min para cada jogador, usei de todos os artifícios mais baixos, tais como ficar olhando insistentemente para o relógio e ver o tempo passar para deixá-la mais nervosinha que já é...deu certo...tadinha!

A "espaguetinho" (apelido caseiro pelos cabelos lisos) não resistiu e perdeu, mas, se pensar bem, ela foi a maior vitoriosa, pois foi uma comemoração de dia dos pais muito legal para nós dois.

No torneio levamos bomba, pois ping não é nossa praia, mas crescemos muito hoje como pai e filha e como amigos.

Só um esporte maravilhoso como o xadrez, que permite pessoas das mais variadas idades, sexo, religião etc se encontrarem em perfeita igualdade frente a frente.

Parabéns Jade, você é uma filha mara....hehehehe vilhosa...hehehe.

Feliz dia dos pais

A vinte anos atrás conheci a pessoa mais incrivel desse mundo!...

Que nunca imaginaria que se tornaria o pai das minhas filhas..O tempo passou, nos casamos, tivemos 2 filhas lindas, elas hoje com 14 e 4 anos de idade...posso dizer que sou a mulher mais feliz desse mundo, Passamos por muitas coisas jntos, altos e baixos, mas posso dizer que nunca mas nunca mesmo vou deixar esse homem, que se tornou com o tempo o pai mais maravilhoso do mundo inteiro...como todas dizemos aqui em casa '' O REI DA CASA'' rsrsrsrrs..

Quero dedicar esta postagem a pessoa que mais me faz feliz e que sei que faz de tudo para nós vivermos o mais feliz e sermos a familia mais feliz desse mundo...

Aguenta muito todos os dias no serviço...e mesmo cansado ao chegar em casa, somos recebidas com todo seu amor..Te amo meu amor e espero que esta pequena postagem seja importante pra você, porque isso não é nem um pingo do que você merece neste dia tão importante que é pra você...

Beijos de todas as suas mulheres...

Marcia sua esposa que te ama muito e vai estar sempre ao seu lado!

Jade sua filha que apesar de brigar, discutir te ama muito ...muito além do que você imagina!

E não poderia nunca faltar esse pequeno ser a Marcela sua pequinininha que te idolatra como pai...Só podemos dizer uma coisa meu amor...


NÓS TE AMAMOS.... FELIZ DIA DOS PAIS!!

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

GRIPE A - H1N1

Preocupação com a gripe suína aquece as vendas
Desde a confirmação dos primeiros casos de gripe suína, no final de abril, alguns itens pouco procurados se tornaram campeões de vendas. Respiradores, máscaras cirúrgicas, álcool em gel e antigripais estão, agora, nas listas de compra dos consumidores que adotam a prevenção como principal forma de conter a doença.Segundo apuração do jornal mineiro Hoje em Dia, a produção de máscaras para proteção da 3M do Brasil, líder mundial no segmento, cresceu 17 vezes nos últimos três meses devido ao aumento na demanda. Outro produto bastante procurado atualmente é o álcool em gel, cuja comercialização subiu cerca de 40%. Já o medicamento Tamiflu (oseltamivir) viu as vendas crescerem 203%.

FONTE: Guia da Farmácia 04/08/09

FRASE DO DIA

"O fracasso é apenas uma oportunidade de recomeçar de forma mais inteligente"

Henry Ford

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

OS SETE PECADOS CAPITAIS - II


AVAREZA


Segundo o dicionário Luft: "Apego sórdido ao dinheiro"


Ter uma reserva financeira e, pensar no dia de amanhã, tendo uma segurança é algo bom e muito positivo! Viver EXCLUSIVAMENTE em função do dinheiro, isso sim, faz muito mal ao ser humano. Mal às suas relações e mal ao seu próprio corpo físico.


Pois bem, na minha humilde concepção, leiga, o avarento não passa de um doente e sofredor. Uma pessoa que necessita compulsivmante amealhar bens, possuir riquezas materiais e, de forma alguma, desperdiçar 1 centavo que seja. Alguém que tem dificuldade de encontrar prazer em quealquer atividade que envolva "custo financeiro".


Não sou psicólogo, mas qualquer um percebe que excessos fazem mal, sejam eles para um lado ou para o outro. Esbanjar é ruim, ser ganancioso e sovina também o é.


Essa ganância e sovinice escondem na verdade um sofrimento interior. Uma ausência, uma falta que nosso amigo(a) avarento tendem a buscar compensação no "ter" e "possuir" cada vez mais.
Esse "amor" desenfreado ao dinheiro faz com ele nunca possa usufruir o que acumulou pois não pode gastar! Imaginem o sofrimento dessa criatura!!


Nos quadrinhos sua figura é facilmente reconhecida no tio Patinhas!


O Ganancioso/Avarento está sempre inseguro e insatisfeito, pois nunca sabe se conseguirá manter seu dinheiro e também não consegue sentir-se pleno com o que já tem. Constante insatisfação, gerando um círculo vicioso de querer sempre mais e mais.


Se você não convive com um ganancioso(a)/avarento(a) sinta-se feliz, pois que convive com um sofre junto e se machuca junto. Geralmente os relacionamentos tornam-se de tal forma insuportáveis que a separação é um caminho comum. Por ter dificuldade de externar amor a qualquer coisa que não seja dinheiro, seu filhos também sofrem pela ausência de seu amor. Falo aqui de um amor de sentimentos, de presença de trocas...algo que o avarento tem profundas limitações.


Mas, como em toda dor, há sempre remédio. Aqui, não é diferente da soberba. O apoio da família e o tratamento psicoterapêutico são fundamentais. O avarento precisa do apoio daqueles que o cercam para que possa buscar seu auto-conhecimento libertador.
Nunca esquecendo que a ganância/avareza andam junto com a inveja, nosso tema da semana que vem.


Dê sua opinião, opine!
Ficarei muito contente!!
Abraços

sexta-feira, 31 de julho de 2009

VIAGRA GENÉRICO?


Pfizer faz parceria para produzir Viagra

A companhia norte-americana Pfizer negocia um acordo com a goiana Neoquímica, de Anápolis, para produzir medicamentos genéricos, dentre eles o Viagra (contra disfunção erétil) e o Lipitor (controle do colesterol alto).Em maio, a Pfizer também firmou parceria com o grupo indiano Aurobindo Pharma, que tem indústria em Anápolis, a AB Farmoquímica.Essa movimentação é devido à queda de patentes de 23 medicamentos, 10 delas de medicamentos líderes de vendas, como Viagra, Lipitor, Diovan, Singulair e outros, até 2011. As grandes empresas do setor estão preocupadas com a possibilidade de queda de faturamento, com a entrada dos genéricos, e querem garantir também espaço na produção desses medicamentos.

Fonte: Guia da Farmácia

VIAGRA FEMININO

Viagra feminino deve chegar ao mercado até o final do ano
Medicamento está em fase final de testes, mas não terá efeito instantâneo -->
-->
Se a famosa cápsula azul já fazia sucesso entre os homens, sua versão feminina promete esquentar ainda mais a vida sexual dos casais. Os problemas de
disfunções sexuais também atingem muitas mulheres. Estima-se que cerca de 40% delas não sentem desejo sexual por seus parceiros e não chegam ao orgasmo nas relações sexuais. Segundo o laboratório alemão Boehringer Ingelheim, o medicamento ainda precisa passar por testes finais para ser lançado, mas pode chegar ao mercado até o final deste ano.A ideia de produzir a pílula (que ainda não tem nome nem cor definidos) surgiu "por acaso", enquanto eles testavam a ação da molécula Flibanserin, principal componente do "viagra feminino", no tratamento da depressão. Após a realização de testes iniciais, os cientistas perceberam que a molécula não tinha nenhuma ação positiva contra a depressão, mas, por outro lado, aumentava significativamente a libido feminina. As análises foram comprovadas com um novo estudo do laboratório feito com cerca de 5mil mulheres.O novo remédio será composto por Flibanserin, molécula que regula a disponibilidade do hormônio serotonina no organismo, o que aumenta a sensação de prazer e bem-estar. De acordo com os pesquisadores, a substância age tanto no sistema nervoso central quanto como um estimulante físico localizado elevando, dessa forma, o desejo e prazer sexual. Diferentemente do Viagra, produzido pelo laboratório Pfizer, o "viagra feminino" não tem efeito instantâneo e deverá demorar, em média, até oito semanas para começar a agir no organismo da mulher, sendo que a prescrição e o tempo de uso deverão ser determinados por um médico. A utilização do medicamento é recomendada para mulheres adultas, a partir dos 18 anos, sem limite de idade. As pesquisas foram realizadas com mulheres de até 75 anos. Mas a faixa etária pode ser alterada, quando o remédio passar pela aprovação dos órgãos de saúde de cada país onde será vendido.

Fonte: Hotnews/Minha Vida 31/07/2009

FRASES DO DIA

"Se você se acha pequeno demais para causar algum impacto, tente dormir com um mosquito no quarto" - Anita Roddick

"Todo mundo que já tomou banho tem uma idéia. Mas é quem sai do banho, se seca e faz alguma coisa a respeito da idéia é que faz a diferença." Nolan Bushnell

quinta-feira, 30 de julho de 2009

BLOGTERAPIA

Estava eu conversando com um amigo no trabalho hoje e disse: "Cunhei um novo termo!! Blogterapia!!" Que ingenuidade e presunção (olha a soberba hehehe) em tempos de anos luz de velocidade da internet e de um povo imenso rápido em criar e transformar linguagem e pensamento, eu me creditando a descoberta de uma expressão.

Cheguei em casa e fui pesquisar minha idéia tão original...bah! que frustração...já haviam escrito zilhões de coisas sobre o tema. No entanto, fica o tema para debate. Blogterapia!

Eu mesmo, iniciei esse blog justamente com essa intenção, poder externar minhas mais variadas idéias e vê-las florescer. Aliviar meu peito e minha alma de tantas e tantas tensões e opressões. Para quem já viu Harry Potter blog deve ser mais ou menos como a "penseira" de Alvo Dumbledore. Que maravilha poder simplesmente "tirar" alguns pensamentos de nossa cabeça.

É o chefe, os colegas, o trânsito, a mulher e sei lá quantas pessoas e assuntos que se interelacionam em nosso dia-a-dia e fazem com que muitas vezes tenhamos uma sobrecarga de sentimentos e pensamentos. (olha a pressão alta!)

Num blog, podemos "lavar" a nossa alma, externar os sentimentos e, mais importante, sendo verdadeiramente nós. Afinal, no dia-a-dia com todo esse pessoal aí temos sempre de ser politicamente corretos, com cada um em sua área.

Claro que sem dúvida estamos nos expondo àqueles que nos lêem. Mas, não será esse exatamente o objetivo? Nos expor? Nos mostrar?

Para mim tem dado certo. Sempre quis escrever um livro, mas a velha história do tempo...agora não! venho aqui, posto um tema e ele fica registrado. Futuramente se eu quiser escrever um livro, ao menos as crônicas idéias já estarão todas digitadas, se é que me fiz claro!

Além do mais, ainda tem esse povo todo que conheço ou virei a conhecer, que postam mensagens e agregam com suas opiniões favoráveis ou contrárias, mas sempre agregam. Pessoas que me levam a refletir também, a me aperfeiçoar, algo que gosto muito.

Por isso, aproveitem e postem vocês também, e libertem as idéias que estão presas dentro de vocês...

Viva a blogterapia!!!